Contate-nos
HUESKER Ltda.
Av. Dr. Sebastião Henrique C. Pontes, 8000 Galpão E
CEP 12.238-365 São José dos Campos - SP
Brasil
Publicações Técnicas

Dique Reforçado com Geogrelha de PVA na Ampliação de Área de Deposição de Rejeitos Quimicamente Agressivos

Resumo

Com o objetivo de reduzir o movimento de terra necessário para construção da Área de Disposição de Resíduo de Bauxita número 7 (ARB 7) na fábrica da Alcoa Alumínio em Poços de Caldas, MG, e minimizar os impactos ambientais da obra, foi adotada a solução de aterro reforçado com geossintéticos para alteamento adicional da barragem, acima do dique de terra já existente, em uma extensão de 1.700m. Devido às propriedades agressivas dos rejeitos a serem depositados (sólidos contaminados com soda cáustica, com pH elevado), foi indicado o uso de geogrelhas de PVA com elevada resistência química. Essas geogrelhas apresentam ainda alta rigidez e elevada resistência à tração. Durante a execução, foram adotados rigorosos controles de qualidade na entrega e instalação destes materiais. Nos quatro anos seguintes à sua conclusão, a obra apresentou deformações mínimas nas duas seções instrumentadas.

Conclusão

A solução em aterro reforçado com geogrelha para alteamento de 5,0m da ARB 7 mostrou-se altamente satisfatória para a ocupação de um terreno montanhoso, com significativa redução do volume de terraplenagem e do impacto ambiental na implantação da obra. Outra consequência direta da solução adotada foi a redução nos prazos de obra. O comportamento da contenção durante sua execução e nos quatro anos seguintes à conclusão da obra foi muito bom. Este desempenho deve-se em grande parte ao rigoroso controle de qualidade adotado no processo. O uso das geogrelhas de PVA foi adequado a este projeto pela sua elevada estabilidade química mesmo em ambientes com pH extremamente elevado, o que definitivamente foi um fator decisivo para o êxito do projeto. O elevado módulo de rigidez, a baixa deformabilidade das geogrelhas de PVA utilizadas garantiram que o comportamento geral da contenção, pelos levantamentos efetuados em duas seções monitoradas, esteja compatível com as previsões feitas em período de projeto e dentro dos limites considerados adequados. Conforme percebido no ensaio de sobrecarga, as deformações pós construtivas foram muito reduzidas, devido à compactação enérgica do solo reforçado. Cabe ressaltar que tal compactação somente é possível com o emprego de reforços com alto módulo de rigidez, tendo em vista a compatibilidade de deformações (Figura 1). O sucesso desta solução condicionou a adoção de uma solução similar na ARB 8, atualmente em contrução, com 6m de altura. A Figura 10 mostra a instalação dos painéis de geogrelhas, as Figuras 11 e 12 mostram vistas panorâmicas da obra em diferentes estágios e a Figura 13 apresenta uma vista aérea da ARB 7 em operação. A solução adotada de alteamento dos diques perimetrais, com mínima movimentação de terra adicional e sem maior ocupação de espaço, garantiu o aumento da capacidade de armazenamento de resíduo de 200.000m3 (e um aumento de vida útil da ARB 7 em 15%).