Contate-nos
HUESKER Ltda.
Av. Dr. Sebastião Henrique C. Pontes, 8000 Galpão E
CEP 12.238-365 São José dos Campos - SP
Brasil
Publicações Técnicas

Procedimentos de Execução e Análise de Pavimentos Experimentais Reforçados com Geossintéticos

Resumo

O pavimento é uma estrutura bastante complexa no que diz respeito ao seu dimensionamento e à previsão de seu desempenho futuro, por serem dependentes da interação de uma série de fatores, tal como: tráfego, clima, processos construtivos, condições de drenagem, estrutura do pavimento e materiais de construção utilizados. Como consequência, os métodos de dimensionamento existentes são, de forma geral, de natureza empírica. Atualmente, há uma crescente aplicação de geossintéticos no reforço de bases e sub-bases em obras viárias por permitirem elaborar projetos mais otimizados, com redução da espessura das camadas do pavimento e do tempo de execução da obra, uma melhor compactação da camada reforçada, além de um melhor controle de qualidade de todo o processo, gerando uma boa relação custo-benefício. A inclusão do geossintético nos métodos de dimensionamento de pavimentos pode ser realizada pela inclusão de parâmetros, que quantificam o ganho estrutural obtido pelo uso do reforço, nos métodos de dimensionamento tradicionais. Desta forma, mostra-se necessário a obtenção de um conjunto de dados que possibilitem a calibração experimental dos métodos de dimensionamento em função dos diversos fatores que influenciam no seu desempenho. Neste trabalho é apresentado algumas recomendações relativas à execução e análise de pavimentos experimentais, exceto em escala reduzida. Para tanto, foram analisados dois trechos experimentais, sendo o primeiro executado por Cancelli e Montanelli (1999) e o segundo executado pelos autores deste trabalho na Rodovia Presidente Dutra.

Conclusão

Como alguns dos métodos de dimensionamento utilizados para pavimentos reforçados com geossintéticos é baseado no método mecanístico-empírico da AASHTO, verifica-se a necessidade de que ensaios realizados em trechos experimentias ou trechos submetidos às condições reais de trafegabilidade, pudessem possibilitar a formação de um banco de dados que permita uma compreensão mais abrangente do comportamento estrutural de pavimentos reforçados com geossintéticos e a obtenção de parâmetros que reflitam este comportamento face a variabilidade das solicitações inerentes aos pavimentos, propiciando tomar a melhor decisão durante a concepção de um projeto de obra viária. Neste artigo é apresentado um novo método de dimensionamento e avaliação de pavimentos baseado no modelo desenvolvido pela OCDE (1991). Assim como o método da AASHTO,este modelo necessita de calibração dos seus parâmetros para refletir ás reais condições de campo e o comportamento estrutural de pavimentos reforçados. Os procedimentos sugeridos para novos estudos foram baseados na pesquisa bibliografia realizada e em dois trechos experimentais, sendo necessária uma constante avaliação dos mesmos para que haja uma melhora contínua na obtenção e análise de resultados.